Renata Rimet

Inspiração guardada não respira, verso é vício e vice versa...

Textos


A Surpresa
 
     Zelão pretendia fazer uma surpresa para sua noiva, excelente cozinheira que andava reclamando do material de trabalho, ele comprou facas novas na loja que acabara de inaugurar, partiu em direção ao restaurante de sua amada, encontrou um amigo de infância e entraram juntos no banco, eufóricos, tentavam atualizar os acontecimentos, diante da porta giratória, dizia ao amigo, eu matava ela e riam, sem notar os olhares de reprovação e pavor, até que os seguranças proibiram sua entrada, exigiram silêncio e o levaram preso.
      Para surpresa de Célia, seu noivo estava preso por tentativa de assalto e posse de arma branca.
 
 
100 Palavras
Crônica 1/100

 
Renata Rimet
Enviado por Renata Rimet em 27/08/2016
Alterado em 28/08/2016
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras