Renata Rimet

Inspiração guardada não respira, verso é vício e vice versa...

Textos


Mistério em Mãos


Mãos serão incógnitas na vida, unidas ou separadas, o que carregam é sempre maior do que aquilo que deixam transparecer.

Cada uma, ainda que só, é múltipla, carrega cinco irmãos e toda sua diversidade, "são irmãos, e não são iguais" diz o ditado popular, verdadeiro e rico, surpreendente em analogias e simples ao calor do toque.

Mãos e irmãos são composições de altos e baixos, relações de dor e afeto que se completam em instantes distintos, por não serem iguais, não interpretam a canção no mesmo momento, uns ouvem mais, outros guiam se pelo ritmo, outros se prendem a letra, buscam explicações para cada verso e outros ouvem, se jogam no ritmo, e apenas vivem a música que lhes toca a pele, afinal, sempre esteve em suas mãos a responsabilidade sobre as escolhas, despedidas e roteiros seguidos, mesmo que prefira eleger alguém para culpar, ainda que aponte para uma direção, terão outros irmãozinhos apontando para si mesmo.

Mãos e irmãos são assim, incógnitas que carregam muito mais do que deixam transparecer.

#fragmentosdeumdiarioroubado
Renata Rimet
Enviado por Renata Rimet em 02/04/2017
Alterado em 02/04/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras