Renata Rimet

Inspiração guardada não respira, verso é vício e vice versa...

Textos


Carroça vazia

É tudo igual como era antigamente
Nostalgia de um tempo que não passa
Inconsequências repetidas

Necessário se faz inventar a roda, a pólvora, o fogo
Tudo de novo!

Fazer o círculo em que cabeças não rolem
Deixar a palavra circular

Entendimento e desentendimento em pauta constante
Sem pressa, sem medo

Filosofia
Dívida para com a evolução

A ser paga em parcelas infinitas, quando o circo da pós verdade baixar a lona, os espelhos distribuidos a contrabando refletindo a face de palhaços famintos a mendigar piedade, saudosos da saudade nostalgica de um tempo que não para, e quem sabe, será então possível compreender quanto barulho faz uma carroça vazia.
Renata Rimet
Enviado por Renata Rimet em 06/11/2019
Alterado em 06/11/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras